Como manter a renda de um hotel na baixa temporada?

Um grande obstáculo para o setor de hotelaria é o de manter a renda de um hotel na baixa temporada, quando o fluxo de hóspedes é baixo e a procura por serviços diminui.

De acordo com dados da Resorts Brasil, maio é o mês mais crítico da baixa temporada, sendo que a ocupação de resorts cai para 36,6% – praticamente ¾ do negócio.

Para enfrentar esse cenário, é preciso implementar ações que mantenham a situação do empreendimento sustentável, atraindo um público diferenciado e garantindo que o rendimento do hotel seja estável durante esses períodos de baixa temporada. Quer saber como? Então, continue acompanhando o artigo de hoje!

Manter a renda de um hotel na baixa temporada com pacotes especiais e descontos exclusivos

O pensamento mais lógico é que o preço da diária seja reduzido durante o período de baixa temporada. No entanto, é preciso definir o momento certo de abaixar o preço, sabendo equilibrar o investimento em pacotes promocionais com a regularidade do movimento. Notar os períodos mais procurados e realizar ações promocionais com preços especiais nos dias de pouca procura é uma boa tática.

Outra ação promocional que pode auxiliar a manter a renda de um hotel na baixa temporada é agregar valor ao pacote, oferecendo algo além do preço baixo.

Nesse ponto, é importante pesquisar os interesses do cliente e oferecer um mimo que o atraia. Para um fã de atividades culturais, por exemplo, um ingresso para uma peça de teatro na cidade pode ser uma boa ideia. Massagens, café da manhã no quarto e outras regalias também podem fazer parte dessa estratégia.

Aumentar a renda com eventos corporativos

Para manter a renda de um hotel na baixa temporada, é necessário diversificar o público e explorar perfis que possam se interessar pelo serviço de hospedagem.

As tarifas negociadas, vindas do segmento corporativo, estão ganhando uma grande força. Conforme dados, 47% dos viajantes de negócios também têm interesse em viajar a lazer.

Com a realização de eventos, o hotel não apenas lida com esse período difícil de baixo movimento, como também fortalece sua marca para a percepção do mercado corporativo e conquista novos clientes, que podem ser impactados com a experiência do evento e retornar com a família em uma próxima oportunidade.

Realizando parcerias com empresas e oferecendo pacotes exclusivos, é possível aproveitar a estrutura do hotel para sediar atividades como treinamentos, reuniões, convenções anuais de um determinado setor de mercado e muito mais.

De acordo com promotores de eventos, quatro setores devem liderar a realização de eventos corporativos em 2017:  saúde e indústrias farmacêuticas (35%); comunicação e marketing (29%); varejo (21%); e tecnologia (14%). Assim, cabe ao hotel promover ações para prospectar eventos desses segmentos e oferecer as melhores tarifas para a baixa temporada.

Atrair hóspedes com eventos gastronômicos

Um festival gastronômico pode ser boa opção para atrair hóspedes e até mesmo moradores da região. O evento pode ser organizado e promovido pelo próprio hotel, ou, então, por meio de parcerias com restaurantes, cozinheiros especializados na culinária local, escolas que ofereçam curso de gastronomia, etc.

Eventos gastronômicos que aproveitem a sazonalidade (Páscoa, Natal, etc.) ou a culinária tradicional da região, se bem planejados e divulgados, podem atrair um público significativo e tornar-se uma atração para novos viajantes, ajudando, assim, a manter a renda de um hotel na baixa temporada.

Adaptar quartos para espaços de coworking

Um estudo demonstra que já há 7.800 espaços de coworking no mundo e que, até o fim de 2018, o setor deve reunir um milhão de profissionais. Ou seja, essa é uma tendência mundial que veio para ficar.

O coworking, basicamente, é um espaço de trabalho compartilhado que permite que profissionais e empresas trabalhem colaborativamente no mesmo ambiente.

Já existem hotéis adaptando quartos para espaços assim. A novidade tem atraído público e representa uma nova fonte de renda para os empreendimentos, uma vez que cresce a demanda por redução de custos com um espaço e contas fixas, sobretudo entre os profissionais autônomos.

Fechar parcerias com agências de viagem e promotores de eventos

Há agências de viagens que oferecem pacotes voltados a eventos corporativos e já têm uma base de clientes empresariais interessante de ser explorada.

Portanto, apresentar o hotel a fim de fazer parcerias com essas agências de viagens, demonstrando tudo o que ele pode oferecer para esse público é uma boa estratégia.

Outra opção é fechar parceria diretamente com agências e promotores de eventos. Além disso, é uma boa ideia pesquisar sobre eventos que vão acontecer na cidade, e criar estratégias para fechar parceria com os promotores a fim de obter indicação de seu hotel e venda de pacotes para participantes de outras cidades.

Conforme dados divulgados, a economia do país já voltou a crescer, ainda assim, 2017 deve ser um ano de desafios para os empresários. Portanto, se antecipar e planejar para manter a renda de um hotel na baixa temporada é o caminho para atrair movimento.

Gostou de nossas dicas? Tem alguma dúvida ou sugestão sobre o tema? Continue acompanhando o blog da Fasterm, com dicas e soluções para facilitar o dia a dia do setor hoteleiro e até a próxima.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *