Como fazer para virar um hotel pet friendly?

O Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, de acordo com dados do IBGE: são 52,2 milhões de cachorros e 22,1 milhões de felinos.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no território brasileiro existe um número maior de famílias com cachorros do que com filhos. Isso faz crescer bastante o mercado de pets nos mais diversos segmentos, e o hoteleiro é um deles.

A aceitação de animais, ou seja, a característica de ser um hotel pet friendly já virou critério para muitos na hora de fechar uma reserva, o que demonstra que a rede hoteleira deve estar atenta a esse nicho cada vez mais expressivo de mercado.

A seguir, saiba mais sobre essa oportunidade e veja dicas de como se tornar um hotel pet friendly.

O que é ser hotel pet friendly?

Primeiramente, é preciso compreender o que é ser um hotel pet friendly. Isso significa que o estabelecimento aceita receber animais de estimação, mas, obviamente, apenas isso não é o suficiente: é preciso, além de aceitar os bichinhos, e ter a estrutura adequada para recebê-los em seu estabelecimento.

Decisões para ser um hotel pet friendly

Depois de entender o significado disso, é preciso planejar como será essa aceitação de animais. Você precisa definir quais serão os animais aceitos, se serão só cães ou gatos, pássaros, etc. O porte dos animais a serem aceitos é outro ponto importante de ser definido, além da quantidade de pets aceitas por quarto.

Dicas para se tornar um hotel pet friendly

1. Exija documentação e divulgue as regras de aceitação dos pets

Um aspecto que não pode ser esquecido e que deve ser informado no momento da reserva diz respeito à documentação, afinal, em um hotel costumam circular desde crianças de colo até adultos. 

Por isso, a solicitação da carteira de vacinação no momento do check-in é bastante importante e, além de informado no momento da reserva, também, deve estar divulgado de modo visível na portaria do hotel – assim, até quem não possui animais vai entender os critérios para aceitação dos bichinhos no local e ficarão mais tranquilos.

2. Defina as áreas de circulação dos pets

Deve-se pensar em quais áreas os pets poderão circular. Eles poderão circular no bar, restaurante ou piscina? É importante criar regras sobre a circulação dos bichinhos para que a convivência entre todos os hóspedes possa ser harmoniosa.

3. Estruture seu hotel

Há estabelecimentos em que os bichinhos devem dormir em um canil. No entanto, essa não é a opção preferida dos donos, e geralmente limita o aceite apenas de cachorros no hotel.

Já outros empreendimentos permitem que os bichinhos durmam nos quartos, mediante a cobrança de uma taxa extra. Para isso, nos quartos, deixe preparadas caminhas para os animais, afinal, eles também são hóspedes e precisam receber o melhor tratamento.

Se no quarto houver varanda, coloque lá a fralda, tapete higiênico ou a caixinha que servirá de banheiro para o pet, além de água e ração, lembrando de que elas devem ficar de lados opostos para que os animais possam fazer suas necessidades e comer em pontos distintos da sacada.

O piso também precisa ser pensado para facilitar, inclusive, na hora da limpeza dos quartos que receberem os pets. Utilize, preferencialmente, pisos frios ao invés de tapetes e carpetes, não apenas nos quartos, mas em todo o local em que houver trânsito de pets.

Ter itens de emergência, como fraldinhas, tapetes higiênicos e alguns brinquedinhos é fundamental, pois os donos podem precisar e vão se sentir valorizados ao ver que o hotel também se preocupa com o bem-estar do pet.

4. Ofereça serviços adicionais para maior conforto

Também é interessante oferecer um serviço de dog walker ou de recreação para os animais. Além de diverti-los, isso também proporcionará aos donos momentos de lazer a sós, enquanto o seu animalzinho se diverte na recreação.

Uma parceria com pet shop próxima ao hotel também pode ser valorizada por seus hóspedes. Além disso, oferecer opções de refeições para os bichinhos pode ser algo bastante útil e um serviço a ser agregado ao seu pacote.

5. Treine sua equipe

É preciso que a equipe de seu hotel esteja preparada para lidar com seus hóspedes de quatro patas, sobretudo no que diz respeito à receptividade, empatia no trato com os bichinhos, às regras para a boa convivência e serviços adicionais oferecidos em seu estabelecimento.

6. Divulgue que seu hotel é pet friendly

Depois de todas as adaptações, é só divulgar o serviço. Mostre isso no seu site, nas redes sociais e até nos sites de reservas que hoje são bastante utilizados por quem pensa em fazer uma viagem. Faça pacotes especiais e se mostre realmente preparado para receber as famílias com seus animais de estimação. Esse é um diferencial que pode atrair um bom público para seu estabelecimento, portanto, invista em uma boa divulgação.

E então, pronto para aproveitar esse nicho de mercado? Pensa em tornar seu estabelecimento em um hotel pet friendly? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima. 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *