4 DICAS PARA DIMINUIR O VALOR DA CONTA DE CONDOMÍNIO

A preocupação com o valor da taxa condominial é uma constante em qualquer condomínio, independentemente de seu tamanho. 

Em razão disso, estratégias para economizar são pautas frequentes nas assembleias, recaindo sobre o síndico a responsabilidade de regular os gastos e fazer um planejamento econômico favorável aos condôminos, seja com a ajuda de uma administradora ou não.

E, especialmente diante de crises econômicas, essa tarefa – que, convenhamos, não é nada fácil – pode se tornar bem mais simples e eficiente com alguns pequenos truques.

Pensando nisso, preparamos este post para te ajudar a tomar decisões mais estratégicas, auxiliar no controle de gastos do condomínio e manter os moradores mais tranquilos e felizes.

Acompanhe!

1.  Reveja a folha de empregados

Normalmente, os condomínios tendem a reduzir o custo com funcionários fazendo com que cada um dos seus contratados seja responsável pelo máximo de atividades possível.

Um exemplo prático do que não dá muito certo é colocar o zelador para cuidar da limpeza dos espaços comuns, da segurança, da jardinagem, do tratamento da piscina, da pintura da garagem, da TV coletiva, das ligações elétricas de emergência e de muitas outras coisas.

Pode até parecer econômico por concentrar as atividades em uma pessoa só, mas é preciso verificar, na ponta do lápis, se essa ideia é de fato mais vantajosa do que contratar um profissional para funções específicas – que podem até ser agrupadas, mas que ele consegue executar com proveito por estarem dentro de seus conhecimentos práticos ou técnicos. 

Afinal, muito provavelmente, o zelador não terá tempo para se dedicar a cada atividade como deveria, o que pode culminar em despesas extras com outros profissionais para realizar os mesmos serviços, não executados apropriadamente.

Logo, uma decisão que era pra ser econômica pode acabar gerando ainda mais gastos, prejuízo ao condomínio e dores de cabeça decorrentes das reclamações dos condôminos. 

Uma solução prática para redução de despesas com pessoal pode ser substituir a portaria presencial pela virtual, em que a recepção é feita por interfone, de maneira remota. Outra possibilidade é a terceirização de serviços de limpeza e manutenção, reduzindo o peso dos encargos trabalhistas. 

2. Economize nos gastos fixos

Os custos com aquecimento de água para banho, por exemplo, estão entre os maiores custos operacionais de um edifício. Mas, reavaliando o gasto energético do condomínio, e adotando tecnologias que ajudem a promover maior economia, é possível conseguir melhores resultados sem interferir no conforto dos moradores.

Buscar alternativas aos aquecedores a gás ou resistência elétrica, por exemplo, tem se tornado tendência e pode resultar em economias expressivas em curto espaço de tempo, possibilitando, inclusive, a realocação de investimentos. 

Seguindo o exemplo de regiões da Europa, além dos Estados Unidos e Canadá, o Brasil tem aderido à substituição dos chuveiros elétricos por sistemas mais assertivos de aquecimento de água como, por exemplo, as bombas de calor.

A solução, que tira calor do ar para aquecer a água, é também mais sustentável e perfeitamente adaptável a condomínios prediais, podendo representar uma boa saída para evitar cotas extras e gerar caixa para futuras reformas ou melhorias no condomínio.

Analisar as vantagens dessa tendência mundial para aquecimento de água que agora chega com intensidade ao Brasil é um investimento de tempo que pode trazer grandes benefícios e enorme economia de dinheiro para seu condomínio.

3. Preste atenção aos pequenos gastos

Existem despesas que parecem pequenas, considerando os gastos gerais do condomínio, mas que, quando somadas, pesam no bolso dos condôminos sem necessidade. 

Um exemplo é a compra de produtos de limpeza. É preciso pensar cuidadosamente na quantidade e no prazo de validade, para evitar deterioração e desperdícios – ou seja, dinheiro jogado fora.

Outro ponto interessante tem a ver com a contratação de serviços. Antes de se decidir por um serviço de jardinagem, reparo ou construção, faça no mínimo de três a cinco orçamentos e busque referências outros síndicos de outros condomínios próximos ao seu. 

Afinal, mesmo que a diferença entre um preço e outro não seja significativa, ela pode cobrir eventuais despesas no futuro. Cada centavo conta quando falamos em custo-benefício a longo prazo!

4. Faça campanhas internas

Economia de água na lavagem de louças, de roupa ou na diminuição do tempo de banho – inclusive deixando de fazer a barba debaixo do chuveiro ligado – podem ser alguns exemplos de campanhas internas bem-sucedidas que reduzem as despesas mensais, principalmente agora que o valor do fornecimento dessa importante fonte de energia está marcado por bandeiras e atrelado ao nível de água das hidrelétricas.

Além disso, todo condomínio predial deve ter a manutenção preventiva como uma de suas prioridades, que são significativamente mais baratas que as obras de reparação. 

Algumas delas são manutenção de elevadores, impermeabilização, verificação de vazamentos, inspeção de para-raios… Tudo isso evita obras de grande porte e, consequentemente, alto custo para os condôminos. 

Ainda nesse tópico, a escolha de soluções que requeiram menos manutenções preventivas também é uma forma de economizar.

Quer continuar por dentro das soluções mais assertivas e econômicas para a gestão do seu condomínio? Assine a nossa newsletter no formulário ao lado e receba nosso conteúdo exclusivo em primeira mão!

Até a próxima!

VOCÊ CONHECE OS BENEFÍCIOS DA ÁGUA QUENTE PARA O CORPO E PARA A MENTE?

É sabido, há milênios, que um bom banho quente proporciona diversos benefícios para a saúde. 

Os banhos termais, por exemplo, desde a Grécia Antiga são considerados terapêuticos para a mente e para o corpo. Os romanos foram o povo da antiguidade que mais se importou com transformar o banho num evento, construindo termas públicas onde qualquer cidadão poderia desfrutar de seus prazeres.

Já em meados do século XVII, tornou-se comum entre os europeus a prática do banho turco como forma de tratar diversos transtornos, de gripes a retenção de líquidos. 

No mundo moderno, felizmente, não é mais necessário percorrer longas distâncias para usufruir das vantagens de um banho quente. Basta ter uma ducha e um sistema de aquecimento regular para qualquer um de nós mandar as preocupações e o baixo-astral diretamente pelo ralo!

Veja, a seguir, os vários benefícios que um banho quente pode trazer para sua saúde física e mental:

Alivia dores de cabeça

A água quente ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, melhorando, consequentemente, a distribuição sanguínea e aliviando as dores de cabeça. 

O banho ajuda especialmente quando a dor é causada por estresse, após um dia agitado. Deixar a água cair diretamente no couro cabeludo, para escorrer naturalmente pelo resto do corpo, costuma ter um efeito bem relaxante.

Se a dor de cabeça estiver relacionada a uma pressão causada por sinusite, por exemplo, a água quente também pode ajudar, pois o calor e o vapor ajudam a limpar suas passagens nasais.

Abre os poros e esfolia a pele

A temperatura elevada da água faz com que os poros da nossa pele se abram, permitindo que ela absorva mais eficazmente os nutrientes dos produtos hidratantes que utilizamos e facilitando a liberação de substâncias e microrganismos infecciosos que possam estar presentes no nosso corpo.

O vapor da água também auxilia na esfoliação natural da pele, mandando ralo abaixo as células mortas e removendo as principais toxinas, como sujeiras e resíduos de produtos. Além disso, a depilação com lâmina fica mais fácil após um banho quente, pois ele possibilita um corte mais rente ao pelo, graças à abertura dos poros.

Logo, quando estiver pensando em fazer aquela higienização que limpa até a alma, a água quente é sua grande aliada!

Alivia dores musculares

Como vimos mais acima, a dilatação dos vasos sanguíneos aumenta o fluxo de sangue, o que também pode ser extremamente benéfico em se tratando de dores musculares, especialmente aquelas que se devem à contratura dos músculos.

De forma semelhante ao efeito de uma compressa de água quente, um banho morno pode ajudar a aliviar a tensão muscular e os nós provocados pelos exercícios. Além disso, estimula a cicatrização e reduz inflamações.

É uma ótima estratégia para evitar a dor muscular tardia, que tende a não se manifestar logo depois do treino, mas gera incômodos alguns dias depois, caso o músculo não se recupere apropriadamente. 

Diminui as cólicas menstruais

Para as mulheres que costumam sofrer com cólicas, o banho quente também é uma grande vantagem, uma vez que a água passa a funcionar como analgésico. 

Quando deixamos cair bastante água quente no ventre, os vasos sanguíneos da região se dilatam, “abrindo caminho” para a menstruação correr com mais facilidade e, por consequência, aliviando a dor. 

Relaxa e favorece o sono

Poucas coisas são tão prazerosas quanto um banho quente para começar bem o dia ou ao chegar do trabalho, antes de dormir, concorda?

E a razão para isso também tem a ver com uma melhora da circulação sanguínea.

Aumentando a oxigenação dos músculos e provocando, com isso, maior sensação de relaxamento, o calor faz com que o corpo mande um “sinal” para a nossa mente de que é hora de descansar. 

Por isso, o banho quente pode ser vantajoso para quem sofre de insônia, ansiedade e estresse, afinal, o bem-estar da mente está diretamente ligado ao bem-estar do corpo.

Ajuda a recuperar o corpo

Não é à toa que os banhos quentes eram frequentemente receitados como forma de renovar as energias. 

O calor é um importante aliado do processo de recuperação do corpo. Elevando a temperatura corporal, ele estimula as principais funções metabólicas do organismo e agiliza as reações químicas, o que pode ser especialmente benéfico quando você precisa se curar – física ou mentalmente!

Gostou de conhecer algumas vantagens da água quente para o seu bem-estar? Então assine nossa newsletter e veja como você pode garantir um aquecimento econômico e regular de água, para nunca faltar banho quente!

Até a próxima!

Manutenção do hospital: compromisso com a manutenção de vidas.

Certamente você já ouviu falar que “um hospital é uma eterna obra. Quando termina a construção já precisa ser reformada. Um hospital moderno deve ser um eterno canteiro de obras e estar sempre em busca de reformulações e melhorias em sua estrutura”.

Os hospitais são ambientes complexos, que exigem cuidados especiais quanto ao seu projeto, instalação de equipamentos e reparo de sistemas. Manter a manutenção do hospital em dia é fundamental para evitar consertos. Qualquer falha precisa ser resolvida rapidamente, para minimizar o tempo de inatividade. Um simples problema em um determinado equipamento pode colocar a vida de uma pessoa em risco.

Dessa forma, um hospital que apresenta problemas regulares em sua infraestrutura pode representar um perigo para os pacientes e também para os negócios. A troca de ar, o controle da umidade, o equilíbrio da temperatura, a esterilização da água: tudo precisa funcionar perfeitamente para minimizar os riscos de infecções para os pacientes.

Além disso, os hospitais têm que funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que aumenta a relevância da manutenção preventiva para manter a eficiência e o desempenho das operações. Dessa forma, é um engano pensar que um hospital ou clínica precisa apenas de uma equipe médica qualificada: sem o suporte de equipamentos em bom estado, a qualidade do atendimento pode ser gravemente comprometida.

A seguir, compreenda melhor o papel estratégico que a manutenção do hospital exerce para a boa operação do empreendimento.

Manutenção corretiva ou preventiva?

Em nosso país a manutenção muitas vezes é entendida pelos Administradores Hospitalares como fonte de despesas e não como uma forma preventiva que traz segurança e economia ao hospital.

No Brasil, predomina a Manutenção Corretiva, que é mais cara e causa mais transtornos. A Manutenção Preventiva, que é mais utilizada em países desenvolvidos, previne incidentes, acidentes e até mortes.

A prestação de serviços hospitalares, em todos os níveis, é totalmente dependente de máquinas, equipamentos e sistemas. Desde a luz ambiente até aquele instrumento altamente sofisticado utilizado para fazer diagnóstico ou algum tratamento: o bom funcionamento é essencial.

Isso porque, dependendo do sistema, quando algo deixa de funcionar por conta de falta manutenção do hospital, todo o estabelecimento pode parar por horas até que a situação seja normalizada. Pense nas consequências caso o sistema de climatização, distribuição de oxigênio ou das bombas de água parasse de trabalhar de uma hora para outra. Os procedimentos cirúrgicos poderiam ser atrasados e situações de emergência teriam que ser redirecionadas para outros hospitais.

O tempo de inatividade, independentemente da duração, simplesmente, não é uma opção para hospitais. O reparo e a manutenção preventiva são cruciais, pois é essencial que os equipamentos sejam bem mantidos e que haja peças de reposição e consumíveis suficientes para minimizar possíveis interrupções.

Os custos e os benefícios esperados ao investir em um item de equipamento, assim como um cronograma de manutenção, precisam ser cuidadosamente considerados em um plano de negócios. Apenas investir em um equipamento caro para depois não fazer a devida manutenção não melhora a produtividade e os resultados do hospital e, ainda, compromete a qualidade dos serviços prestados ao paciente.

A gestão da manutenção hospitalar

O gerenciamento de manutenção do hospital é imprescindível para atender às necessidades dos pacientes e aos padrões regulatórios de higiene e funcionamento de instalações de saúde. Quando o hospital investe em manutenção preventiva, o tempo de indisponibilidade é reduzido, há aumento da vida útil dos equipamentos, minimização de custos evitáveis e melhora na eficiência dos resultados da equipe médica.

Para lidar com as falhas, também é preciso ter procedimentos e equipes que respondam rapidamente para realizar reparos e substituir peças defeituosas ou gastas. Sem um planejamento cuidadoso, é provável que os equipamentos não tenham um desempenho ideal e possam, até mesmo, ser completamente inutilizados. Quando os problemas acontecem, é preciso registrar o ocorrido e analisar formas para evitar que eles sejam recorrentes.

O compartilhamento de conhecimento técnico para utilização dos equipamentos também deve ser uma prática entre a equipe. É importante atribuir a uma pessoa (ou gerente) a responsabilidade de compartilhar esse conhecimento entre todos os usuários e, também, com a equipe de manutenção e reparo. Com isso, é possível fornecer um serviço de qualidade, de forma eficiente para as pessoas que mais precisam de cuidados de saúde.

E então, gostou do post? Você já conhece as soluções tecnológicas que a Fasterm oferece para o seu hospital? Entre em contato conosco ou deixe sua mensagem nos comentários. Até a próxima!

Como organizar as finanças do hotel?

Independentemente da temporada, planejar e organizar bem as finanças do hotel é extremamente importante para garantir a sustentabilidade de seu negócio. É crucial ter em mente que, para uma boa gestão, é necessário organizar as finanças de forma sistemática, evitar desperdícios e ter uma excelente estratégia de administração do empreendimento.

Para não restarem dúvidas quanto ao rumo a ser tomado, apresentamos a seguir algumas das principais estratégias para executar com sucesso uma boa gestão financeira. Procure aos poucos incorporar essas práticas ao seu dia a dia e perceba como os resultados aparecem rapidamente. Confira.

1. Seja objetivo no planejamento: não perca o foco

Lembre-se: para que um negócio flua bem e seja rentável, é necessário saber quais passos serão tomados dia após dia em sua gestão. Para isso, o planejamento das finanças do hotel deve ser desenvolvido de forma precisa e objetiva. Não são necessários planos mirabolantes; pelo contrário, o fundamental é ter clareza e saber como você atingirá suas metas.

A preparação deve contemplar a pergunta: Qual é o meu objetivo-chave?, seguida de outros questionamentos que indiquem suas metas principais. Criadas as perguntas, é o momento de definir como você alcançará cada um dos seus alvos. Para isso, faça perguntas a si mesmo e busque respostas para suas dúvidas. Por exemplo: Quais recursos serão necessários? Em quanto pretendo alcançar cada uma das metas? Qual será o impacto no curto, médio e longo prazo para o negócio?

Desenvolvido o plano, procure revisá-lo em busca de aprimoramentos e de subsídios para cada questão. Reveja se estão claros os meios e caminhos para organizar as finanças do hotel, de modo a permitir que tais objetivos sejam atingidos e comece a colocar em prática o que você definiu para o seu negócio.

2. Organize-se financeiramente: o fluxo de caixa mostra para onde está indo o dinheiro

Gerir financeiramente o seu hotel requer total atenção à movimentação de caixa antes, durante e depois de qualquer etapa do planejamento – principalmente quando ocorre algum imprevisto, o que, provavelmente, vai acontecer. Ter certeza de que cada centavo está sendo bem aproveitado é, de fato, uma das melhores maneiras de organizar as finanças do hotel e evitar desperdícios.

Um bom recurso para isso é o controle do fluxo de caixa, que registra as entradas e saídas de recursos financeiros de seu hotel. Por meio dele, é possível antecipar com um bom detalhamento o que acontecerá com os recursos do seu negócio no futuro.

Esses dados podem ser valiosos para compreender como o dinheiro está sendo gasto e quais são as origens de maior receita ou desperdício no hotel.

Para um bom controle de fluxo de caixa, é importante considerar as saídas (gastos rotineiros, investimentos, estoques, custos de pessoal), as entradas (receita recebida de hospedagem, contratação de serviços adicionais, bar, restaurante, etc.) e, também, fazer um alinhamento com o Orçamento Anual e o Plano de Negócios de seu hotel, contemplando uma visão de médio e longo prazo.

3. Tecnologia: uma forte aliada no controle das finanças do hotel

Atualmente, existem aplicativos criados especificamente para ajudar no controle financeiro dos negócios, como por exemplo, o Expensify, desenvolvido para auxiliar na importação e centralização de registros bancários, digitalização de recibos, criação de categorias para as despesas e outras funções. Outro exemplo é o iContas, utilizado para realizar o controle de despesas e receitas e, ainda, agendar datas de pagamento ou recebimento que não podem ser esquecidas. Ambos os aplicativos possuem versões gratuitas e pagas, e estão disponíveis para mobile, facilitando ainda mais o seu controle diário.

4. Crie calendários: organizar as finanças do hotel com base em prazos estabelecidos e cumpridos

É importante reforçar que qualquer ação de seu planejamento deve estar clara e, principalmente, conter datas de início e término. Não deixe para guardar tudo na memória, pois, em algum momento, você pode esquecer de um determinado pagamento, gerando possíveis prejuízos desnecessários.

Procure elaborar alguns calendários de finanças, um focado nos principais investimentos a serem feitos, e outro para os pagamentos a serem debitados, por exemplo. Uma boa dica é organizar os calendários com o programa Excel. Também é possível utilizar aplicativos gratuitos para criar uma agenda e compartilhar essas informações, como o Google Agenda, possibilitando que outras pessoas tenham acesso à rotina de finanças, e o Slack, no qual é possível se comunicar com sua equipe, definir tarefas e verificar rapidamente suas execuções.

Estimular essas práticas, com certeza, será o grande diferencial na forma de organizar as finanças do hotel, resultando na boa administração dos recursos e gerência estratégica do negócio. Lembre-se: planejamento, objetividade e clareza deverão estar presentes em tudo o que você fizer daqui para frente.

Há alguma estratégia ou boa prática que você gostaria de compartilhar conosco? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o blog da Fasterm. Até a próxima!

Seu hotel é sustentável? Quanto?

Nas últimas décadas, os hotéis têm investido em ações e estratégias para tornar seus negócios mais sustentáveis. O setor hoteleiro provoca um significativo impacto ambiental, seja por meio do consumo excessivo de energia e água, seja pelo uso de bens de consumo de grande resistência à decomposição ou pela e geração de resíduos perigosos.

Os hotéis consomem energia para manter a climatização, iluminação e outras necessidades de sua infraestrutura. A água é utilizada em banheiros, lavanderia, limpeza geral e rega de jardins e para a produção de comidas e bebidas. Os resíduos são gerados pelo uso de papel, baterias, lâmpadas, móveis, eletrodomésticos, entre outros.

Felizmente, recentes avanços tecnológicos relacionados a novas fontes de energia renováveis, equipamentos econômicos e produtos naturais promovem não apenas economia para as empresas, mas também demonstram que um hotel ecologicamente correto torna-se financeiramente muito mais rentável que um hotel nos moldes tradicionais.

Para informar sobre essas soluções tecnológicas, e como a adoção de práticas ecológicas pode ser benéfica para o seu negócio, apresentamos a seguir algumas dicas para tornar seu hotel sustentável. Vamos lá?

As vantagens de um hotel sustentável

Hoje, o “pensamento verde” é a principal tendência para manter o crescimento e a relevância do setor hoteleiro. Seja pela exigência de consumidores cada vez mais bem informados ou pela necessidade cada vez maior de redução de gastos para manter a rentabilidade, a adoção de tecnologias ambientais emergentes  proporciona considerável redução nos custos operacionais de um hotel. Além disso, promover a sustentabilidade, sem impactar no conforto dos hóspedes, têm sido uma ótima estratégia de marketing para reter clientes cada vez mais exigentes quanto aos impactos gerados pelas empresas no meio ambiente.

Existe à disposição imensa variedade de estratégias para reduzir, reutilizar e reciclar o lixo, e muitos empresários não se descuidam de utilizá-las. Mas também investem em equipamentos modernos na preferência por produtos de limpeza que não agridem o meio ambiente e na adoção sistemática de programas de treinamento de funcionários sobre práticas sustentáveis.

Verifique também se em sua região existem incentivos fiscais municipais, estaduais e federais para empresas que adotam soluções sustentáveis em suas edificações. O selo verde, conferido aos hotéis sustentáveis, certifica um reconhecimento transparente e de alta credibilidade para aqueles que secomprometem publicamente com a responsabilidade ambiental, o desenvolvimento econômico e a preservação da comunidade local.

A economia de energia: ação essencial para ter um hotel sustentável

A eficiência energética é um componente crítico na administração de um hotel sustentável. Estima-se que 60% da quantidade de carbono emitida por um hotel é proveniente do uso de energia. Além disso, o consumo de eletricidade representa até 10% dos custos operacionais.

Somente a climatização, a produção de comida e, principalmente, o aquecimento da água podem consumir quase metade de toda a energia do hotel. Depois disso, os equipamentos do escritório, a ventilação, a iluminação e os elevadores são as principais fontes de consumo de eletricidade.

Seus clientes até podem querer se hospedar em hotéis ecológicos, mas eles não estão dispostos a pagar tarifas muito mais altas ou renunciar a qualquer tipo de luxo. Por isso, é preciso que os hotéis invistam em soluções que ajudem a reduzir o consumo de energia, eliminem custos de manutenção e garantam a recuperação do investimento em tempo mínimo, mantendo em alto nível o conforto de seus hóspedes.

A solução da Fasterm

A Fasterm é uma empresa que tem como missão a consciência ecológica, oferecendo produtos econômicos que promovem a sustentabilidade do ambiente e o bem-estar das pessoas. Entre as soluções oferecidas, estão as bombas de calor, que utilizam o calor do ar (ou da própria água) para aquecer a água, resultando em economia de até 75% de energia elétrica.

Produzidas no Brasil e com alta tecnologia, as bombas de calor asseguram um rápido retorno de capital investido, em até 18 meses. Além disso, elas utilizam energia limpa e renovável, o que demonstra para seus clientes que você está preocupado com as mais modernas práticas sustentáveis. Isso sem falar que ter o equipamento pode ajudar, também, a conquistar o selo verde de responsabilidade ambiental para o seu hotel.

Dessa forma, se você planeja administrar um hotel ecoeficiente e economicamente viável, experimente conhecer as enormes vantagens oferecidas pelas bombas de calor da Fasterm. O controle dos custos e uma forte divulgação desse apelo ambiental entre seus clientes será fundamental para incrementar o futuro do seu negócio e tornar o hotel cada vez mais sustentável.

Conte-nos: quais são as principais estratégias que está adotando para tornar seu hotel sustentável? Compartilhe sua experiência nos comentários e até a próxima!

Como preparar os colaboradores para encantar seus hóspedes!

Os colaboradores são a linha de frente do seu hotel. Lidando diretamente com os hóspedes, eles são os responsáveis por proporcionar uma experiência marcante seja ela positiva ou negativa.

Se você já teve suas férias estragadas por um atendimento ruim, ou um fim de semana incrível graças a um atendimento excepcional, sabe bem do que estamos falando.

A relação dos colaboradores com os hóspedes é um dos principais aspectos que determinam a qualidade de um hotel, se vale a pena voltar a se hospedar nele ou não.

Portanto, você obviamente vai querer que ela seja a melhor possível, certo?

É por isso que, neste post, destacamos a importância do colaborador para o sucesso do empreendimento hoteleiro, de se ter bem claro em mente, e para a sua equipe, como uma prestação de serviços exemplar pode ser o diferencial do seu negócio e como preparar os colabores para oferecer uma experiência inesquecível no seu hotel.

Acompanhe!

Como os hóspedes sentem o atendimento que recebem em seu hotel

São os profissionais de um hotel que lhe dão vida e personalidade através de suas habilidades, simpatia, criatividade, espírito de equipe, vontade de servir e comprometimento total com os objetivos e valores da empresa que representam.

Se você preparar bem seus colaboradores, os hóspedes vão sair mais satisfeitos, deixando um rastro de comentários elogiosos junto a pessoas de seu círculo social e até no blog do hotel, se houver essa disponibilidade.

Além disso, quando os trabalhadores estão convencidos de que trabalham em uma empresa que os preparou, deixando claro como devem proceder no atendimento aos clientes de forma muito especial, seu hotel receberá esses hóspedes de volta sempre com um sorriso feliz.

Atraia, conquiste, fidelize

As instalações charmosas de um hotel atraem seus hóspedes. A fidelização, o retorno constante, são os colaboradores que conquistam.

Mas ninguém pode dar o que não tem dentro de si. As pessoas preparadas por você para fazer a diferença precisam estar felizes com seu trabalho.

Elas precisam estar convencidas da importância de aproveitar cada possibilidade de contato com um hóspede para transformar aquele encontro num momento mágico, ao invés de um momento trágico.

Todos os colaboradores de um hotel precisam empregar seus melhores esforços para que os clientes se sintam extremamente bem atendidos e fiquem convencidos de que fizeram a melhor escolha para sua hospedagem.

Trabalhe em função do hóspede

Até os colaboradores que não têm contato direto com os hóspedes devem trabalhar fornecendo as melhores condições para que seus colegas encantem os clientes. Isso é parte importante do preparo.

Se quem escolheu seu hotel foi a empresa para a qual o hóspede trabalha, ele deve ser igualmente bem atendido.

Esse tipo de hóspede normalmente é preparado pela empresa para a qual trabalha para prestar excelente atendimento a seus clientes. Portanto, sabem avaliar o tratamento que estão recebendo em seu hotel.

Surpreenda!

Se a experiência for inesperada a ponto de surpreender seus hóspedes positivamente, você os conquistou para sempre. É muito provável que eles falem sobre a satisfação que o seu hotel proporcionou com seus familiares, amigos e até mesmo com parceiros profissionais.

Por outro lado, se um único contato com um colaborador for um desastre, o hóspede será capaz de falar mal do seu hotel para algumas pessoas, que vão reproduzir o comentário negativo para outras pessoas, e por aí vai.

Pior que isso, muitos expressam sua decepção nos sites especializados em reclamações ou denunciam na imprensa,  e é muito mais difícil e custoso recuperar clientes insatisfeitos quando você pode conquistá-los desde o primeiro momento.

Treinamento constante, filosofia de negócio

Por essa razão, hoteleiros de sucesso investem seus esforços na valorização e no preparo constante dos seus colaboradores, a fim de que um atendimento eficaz e de alta excelência seja alcançado em todas as situações.

Eles sabem que incentivar uma cultura de melhoria visando o bem-estar dos hóspedes não produz resultados do dia para a noite. É preciso que as estratégias implementadas possam ser acompanhadas de perto e de modo contínuo, colhendo resultados, premiando ações positivas e ajustando detalhes.

Mas independentemente da estrutura e do tamanho do hotel, preparo e motivação da equipe são fundamentais. E lembre-se, a prioridade é sempre a mesma: seu hóspede.

Destaque seu hotel da concorrência

Em ambientes de negócio mais exigentes, como é o segmento da hotelaria, uma boa gestão de pessoas pode gerar um valioso diferencial competitivo.

O renomado especialista em administração de empresas e de recursos humanos, Idalberto Chiavenato, afirma que hoje “a base da excelência organizacional passou a ser o elemento humano”.

Tudo começa com os colaboradores, mas o fio condutor ainda está na forma como os hóspedes são tratados durante todo o processo.

Atendimento: via de mão dupla

No entanto, é preciso considerar os dois lados da relação.

Pense: seu hotel oferece espaço para que colaboradores compartilhem sugestões e deem um feedback da operação? E seus hóspedes, estão tendo sua jornada acompanhada antes, durante e após a estadia? Você testemunha uma expressão de felicidade em seus rostos?

Com as ferramentas de gerenciamento corretas, e uma equipe bem preparada para encantar seus hóspedes, seu hotel pode melhorar a relação com os clientes, fortalecer laços e fidelizar pessoas, aumentando seus lucros, seu reconhecimento e seu prazer como empresário de sucesso!


Qual é o diferencial dos colaboradores de seu hotel? 

Compartilhe sua experiência conosco e permita-nos dividi-la com outros hoteleiros para que todos cresçam, aproveitando o melhor de cada um!

Conte seu caso de sucesso nos comentários!

Bombas de calor Fasterm: prepare seu hotel para o inverno

Via de regra, os custos com energia elétrica, impulsionados pelos sistemas de ar condicionado e por aquecimento de água para banho, estão entre os maiores custos operacionais de um hotel, variando muito ao longo do ano e de acordo com a demanda de ocupação.

Não é à toa que grande parte dos gestores acredita ser difícil administrar os custos de operação do seu negócio. Mas, avaliando o gasto energético do hotel e adotando tecnologias que ajudem a promover maior economia, é possível conseguir melhores resultados e atrair mais hóspedes se preocupando menos.

Nesse sentido, a bomba de calor é um dos sistemas de aquecimento mais eficientes para o seu hotel.

Ao longo dos últimos anos, esse tipo de tecnologia tem se consolidado na rede hoteleira, oferecendo conforto térmico aos hóspedes independentemente da estação do ano.

E, neste artigo, você vai identificar os benefícios de investir em um sistema que utiliza bombas de calor para o aquecimento de água para banho em seu estabelecimento e descobrir como ela pode te ajudar a lucrar o ano inteiro, deixando o hotel pronto para receber hóspedes no inverno.

Acompanhe!

Como garantir o conforto dos hóspedes no inverno com o menor investimento possível?

É um grande desafio garantir conforto térmico aos hóspedes, tanto na baixa quanto na alta temporada. Isso significa que o bom gestor de hotel precisa escolher a melhor fonte de energia para receber seus clientes, isto é, aquela que não apresente perdas significativas de eficiência e nem represente altos custos com outras matrizes energéticas.

Com as bombas de calor, o gestor do hotel não terá preocupações com a temperatura irregular da água, comum em outros sistemas tradicionais de aquecimento. Elas são eficazes em aquecer a água de banho no inverno com a mesma facilidade que aquecem no verão.

E o melhor: diferentemente do que ocorre com o sistema de aquecimento solar, não há quaisquer restrições para a utilização desse sistema, mesmo em hotéis situados em regiões com climas mais frios.

As vantagens das bombas de calor da Fasterm

A Fasterm oferece uma linha de produtos econômicos, que utilizam energia limpa e renovável.

Suas bombas de calor funcionam por meio da absorção e transmissão de calor retirado do ar e podem aquecer a água do boiler até 60º C!

Isso significa que essa tecnologia inovadora permite uma economia de até 75%, se comparada aos sistemas que utilizam gás ou resistência elétrica para aquecer a água.

Outra vantagem é que essa é uma tecnologia limpa, que não emite fumaça, dióxido de carbono ou qualquer tipo de material nocivo na natureza. Assim, utilizar as bombas de calor da Fasterm possibilita, até mesmo, que o hotel pleiteie o selo verde de sustentabilidade, demonstrando que a empresa tem uma preocupação ecológica ― o que pode ajudar a atrair e fidelizar mais hóspedes.

Mas vantagens vão além da economia de energia: as bombas de calor também ajudam a reduzir os custos com o seguro predial, pois trata-se de uma tecnologia segura, que reduz o risco de incêndios ou explosões, além de dispensar licença prévia.

Com isso, o investimento na bomba de calor é recuperado com a economia gerada já no médio prazo.

O sistema da Fasterm também é indicado para funcionar paralelamente com outros sistemas de aquecimento de água, na maioria das vezes servindo como sistema principal ou mesmo de apoio, quando a energia principal utilizada for a solar, garantindo mais aquecimento e economia.

Considerações finais

Dessa forma, quem está em busca do melhor sistema de aquecimento para água de banho, e de promover conforto aos seus hóspedes do verão ao inverno, encontra na Fasterm a melhor opção tanto em relação à eficiência no aquecimento de água quanto ao custo-benefício e economia.

E, além de ser uma empresa brasileira, a Fasterm é pioneira na indústria, lançando a primeira bomba de calor no país, e ainda possui a maior oficina de manutenção desse tipo de equipamento no Brasil.

Segurança, facilidade para os clientes e cada vez mais inovação: tudo isso você encontra na Fasterm.

Fique por dentro de outras dicas de gestão e economia em hotéis acompanhando nosso blog e não esqueça de assinar a nossa newsletter para se manter atualizado sempre que um novo post for publicado! Até a próxima!

Como aproveitar a Copa do Mundo para atrair novos hóspedes?

A Copa do Mundo é um evento de grande impacto para o segmento hoteleiro. Na última, o mercado hoteleiro brasileiro teve uma grande demanda para hóspedes internacionais interessados no evento. Na Rússia, país que sedia o evento esse ano, as redes já escalaram seus valores de estadia em 18.000%.

A indústria hoteleira já tem, em sua história, experiências de como lidar com o impacto de eventos como esse. Mesmo estando distante do local em que ocorrerão os jogos, existem oportunidades a serem exploradas em terras brasileiras.

Exibições, eventos, promoções e até serviços complementares podem ser ofertados pelos hotéis. Torcedores que buscam uma experiência diferenciada podem ter em seu hotel um ótimo atrativo. Mas como aproveitar isso para ampliar o alcance de sua marca para novos hóspedes?

Com a Copa do Mundo, seu empreendimento hoteleiro pode ter uma grande oportunidade de atrair clientes. Por isso, confira, a seguir, algumas dicas e sugestões de como trazer a Copa do Mundo de forma estratégica para seu negócio!

Programações especiais com a temática da Copa do Mundo

Neste ano, a Copa do Mundo começa no mês de junho. Os países jogam as partidas em seus grupos até o final do mês – isso significa que as partidas eliminatórias ocorrerão em julho, uma época de férias. Portanto, uma boa dica é preparar uma programação especial para seu hotel neste período!

Jogos de maior interesse podem ser exibidos em um ambiente especial e temático, preparado para seus hóspedes. Junto a isso, utilize os serviços de seu hotel para oferecer um ambiente climatizado, com comidinhas e drinques. Quem sabe um cardápio temático com quitutes típicos da Rússia ou dos países participantes? Abuse da criatividade!

Divulgação em período de Copa do Mundo

Hotéis fora do circuito turístico também podem aproveitar o evento. A Copa do Mundo oferece uma excelente oportunidade para a divulgação de seu empreendimento por meio de eventos diferenciados.

Uma boa ideia é investir em eventos especiais. Os jogos podem ser transmitidos em espaços exclusivos para conferências em seu hotel. As partidas podem ser uma ótima oportunidade para mostrar a qualidade e o conforto de sua rede.

Da mesma forma, pacotes especiais podem ser divulgados para aqueles que prefiram assistir ao jogo na comodidade de seus quartos. Televisões de alta definição podem ser um diferencial para seus hóspedes que não querem perder a transmissão dos jogos – nem o conforto ao assisti-los!

Investimento em parcerias e serviços diferenciados

A Copa do Mundo é um evento que vai além dos jogos. Sua rede pode aproveitar a oportunidade para investir em parcerias que possam proporcionar serviços relevantes aos seus hóspedes.

Empresas especializadas em eventos ou mesmo locações de salas de cinema, por exemplo, podem ser boas oportunidades para a realização de promoções exclusivas. Sorteios de pacotes de viagens, uniformes oficiais e demais itens relacionados também podem ser meios efetivos para atrair a atenção de seu público de interesse durante esse período.

Aqui, vale lembrar de uma regra importante: as marcas que não são patrocinadoras oficiais do evento só podem reunir pessoas para uma transmissão de jogo se for algo exclusivo para seus funcionários ou clientes e não envolva a venda de ingresso. Ainda, não é possível utilizar expressões como “Copa do Mundo”, “Copa do Mundo 2018”, “Rússia 2018” e “Fifa” em ações comerciais, apenas para a divulgação dos jogos. Confira outras regras importantes para que seu evento seja feito conforme as prescrições e seja um sucesso.

A Copa a favor do seu hotel

Aproveitar eventos de grande porte a favor de sua rede para atrair clientes não deve, claro, ser feito de forma gratuita. Analise os perfis de comportamento de seu público e estude o retorno desse investimento.

Esse ano, os jogos eliminatórios da Copa do Mundo e o período de férias de julho ocorrerão juntos. Saber como transformar o evento em um serviço diferencial pode ser a chave para atrair novos hóspedes em período de alta demanda. Identifique quais oportunidades são possíveis de ser implementadas com os recursos de sua rede e aproveite essa boa oportunidade em seu empreendimento!

E então, pronto para aproveitar a Copa do Mundo para atrair novos hóspedes para seu hotel? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Como fazer para virar um hotel pet friendly?

O Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, de acordo com dados do IBGE: são 52,2 milhões de cachorros e 22,1 milhões de felinos.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no território brasileiro existe um número maior de famílias com cachorros do que com filhos. Isso faz crescer bastante o mercado de pets nos mais diversos segmentos, e o hoteleiro é um deles.

A aceitação de animais, ou seja, a característica de ser um hotel pet friendly já virou critério para muitos na hora de fechar uma reserva, o que demonstra que a rede hoteleira deve estar atenta a esse nicho cada vez mais expressivo de mercado.

A seguir, saiba mais sobre essa oportunidade e veja dicas de como se tornar um hotel pet friendly.

O que é ser hotel pet friendly?

Primeiramente, é preciso compreender o que é ser um hotel pet friendly. Isso significa que o estabelecimento aceita receber animais de estimação, mas, obviamente, apenas isso não é o suficiente: é preciso, além de aceitar os bichinhos, e ter a estrutura adequada para recebê-los em seu estabelecimento.

Decisões para ser um hotel pet friendly

Depois de entender o significado disso, é preciso planejar como será essa aceitação de animais. Você precisa definir quais serão os animais aceitos, se serão só cães ou gatos, pássaros, etc. O porte dos animais a serem aceitos é outro ponto importante de ser definido, além da quantidade de pets aceitas por quarto.

Dicas para se tornar um hotel pet friendly

1. Exija documentação e divulgue as regras de aceitação dos pets

Um aspecto que não pode ser esquecido e que deve ser informado no momento da reserva diz respeito à documentação, afinal, em um hotel costumam circular desde crianças de colo até adultos.

Por isso, a solicitação da carteira de vacinação no momento do check-in é bastante importante e, além de informado no momento da reserva, também, deve estar divulgado de modo visível na portaria do hotel – assim, até quem não possui animais vai entender os critérios para aceitação dos bichinhos no local e ficarão mais tranquilos.

2. Defina as áreas de circulação dos pets

Deve-se pensar em quais áreas os pets poderão circular. Eles poderão circular no bar, restaurante ou piscina? É importante criar regras sobre a circulação dos bichinhos para que a convivência entre todos os hóspedes possa ser harmoniosa.

3. Estruture seu hotel

Há estabelecimentos em que os bichinhos devem dormir em um canil. No entanto, essa não é a opção preferida dos donos, e geralmente limita o aceite apenas de cachorros no hotel.

Já outros empreendimentos permitem que os bichinhos durmam nos quartos, mediante a cobrança de uma taxa extra. Para isso, nos quartos, deixe preparadas caminhas para os animais, afinal, eles também são hóspedes e precisam receber o melhor tratamento.

Se no quarto houver varanda, coloque lá a fralda, tapete higiênico ou a caixinha que servirá de banheiro para o pet, além de água e ração, lembrando de que elas devem ficar de lados opostos para que os animais possam fazer suas necessidades e comer em pontos distintos da sacada.

O piso também precisa ser pensado para facilitar, inclusive, na hora da limpeza dos quartos que receberem os pets. Utilize, preferencialmente, pisos frios ao invés de tapetes e carpetes, não apenas nos quartos, mas em todo o local em que houver trânsito de pets.

Ter itens de emergência, como fraldinhas, tapetes higiênicos e alguns brinquedinhos é fundamental, pois os donos podem precisar e vão se sentir valorizados ao ver que o hotel também se preocupa com o bem-estar do pet.

4. Ofereça serviços adicionais para maior conforto

Também é interessante oferecer um serviço de dog walker ou de recreação para os animais. Além de diverti-los, isso também proporcionará aos donos momentos de lazer a sós, enquanto o seu animalzinho se diverte na recreação.

Uma parceria com pet shop próxima ao hotel também pode ser valorizada por seus hóspedes. Além disso, oferecer opções de refeições para os bichinhos pode ser algo bastante útil e um serviço a ser agregado ao seu pacote.

5. Treine sua equipe

É preciso que a equipe de seu hotel esteja preparada para lidar com seus hóspedes de quatro patas, sobretudo no que diz respeito à receptividade, empatia no trato com os bichinhos, às regras para a boa convivência e serviços adicionais oferecidos em seu estabelecimento.

6. Divulgue que seu hotel é pet friendly

Depois de todas as adaptações, é só divulgar o serviço. Mostre isso no seu site, nas redes sociais e até nos sites de reservas que hoje são bastante utilizados por quem pensa em fazer uma viagem. Faça pacotes especiais e se mostre realmente preparado para receber as famílias com seus animais de estimação. Esse é um diferencial que pode atrair um bom público para seu estabelecimento, portanto, invista em uma boa divulgação.

E então, pronto para aproveitar esse nicho de mercado? Pensa em tornar seu estabelecimento em um hotel pet friendly? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima. 

Dia Mundial da Saúde: a importância da data para hospitais

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde é o estado em que uma pessoa alcança o bem-estar completo, seja ele físico, mental, ou social, estando, também, longe de qualquer tipo de doença.

Assim, apesar de algumas pessoas entenderem que ter saúde é estar livre de doenças graves, somente a ausência de enfermidades não caracteriza um indivíduo saudável. É necessário, também, levar em consideração diversos fatores, como sua qualidade de vida e aspectos físicos e mentais.

Por tudo isso, conscientizar a população sobre a importância de buscar atingir esses aspectos de modo mais integral é tão importante – somente dessa forma é possível agir preventivamente e garantir a melhor qualidade de vida para as pessoas.

E para ajudar nesse tipo de compreensão, foi instituído o Dia Mundial da Saúde. A seguir, saiba mais sobre essa data e sua importância para os hospitais.

Origem do Dia Mundial da Saúde

O Dia Mundial da Saúde, também conhecido como Dia Internacional da Saúde, é comemorado em 7 de abril, e visa a conscientização das pessoas sobre questões que impactam em sua saúde física e mental – e, consequentemente, em sua qualidade de vida.

Essa data foi escolhida por ser a mesma de criação da Organização Mundial da Saúde, órgão ligado a ONU, que é responsável pela orientação, regulação e pelo acompanhamento de regras da saúde nas Nações Unidas. Essa comemoração ocorre desde 1948.

Entre as ações que caracterizam a ocasião, estão campanhas de prevenção e conscientização que objetivam a promoção da saúde da população.

Tema do Dia Mundial da Saúde em 2018

A cada ano, é trabalhado um tema nesta data. Em 2017, o tema foi a Depressão e, para 2018, o tema proposto é, justamente, “Saúde para todos”, tópico que resume a meta de trabalho da OMS e que abordará a importância da saúde universal – isto é, do acesso aos serviços de saúde para todos e dos benefícios que isso pode gerar.

Esses assuntos são trabalhados não somente no Dia Mundial da Saúde, mas em ações que ocorrem durante o ano todo.

A importância do Dia Mundial da Saúde para os hospitais

Para os hospitais, é fundamental ter pautas de trabalho alinhadas aos objetivos da OMS, além do desenvolvimento de ações de aproximação com a comunidade e de conscientização sobre a importância dos serviços e cuidados com a saúde.

Nesse sentido, os hospitais podem realizar, por exemplo, palestras instrutivas, atividades educacionais e elaborar conteúdos informativos que abordem as quatro esferas principais que impactam na qualidade da saúde das pessoas: a biologia humana, o ambiente, o estilo de vida e a assistência médica. Quanto a esse último aspecto, é importante deixar claro que a boa saúde é alcançada por meio de uma alimentação saudável, da prática de exercícios físicos e atividades de lazer, e, também, com a realização de exames periódicos e do acompanhamento médico – não apenas em momentos de doença, mas de modo preventivo.

Com ações como essa, é possível promover uma humanização do atendimento do hospital, uma aproximação com a comunidade, ações de cunho social e, ainda, criar valor e diferenciação junto a seus pacientes, compartilhando informações relevantes e que ajudarão as pessoas a tomarem decisões de saúde mais conscientes e proativas.

Seu hospital realiza ações voltadas ao Dia Mundial da Saúde? Você tem alguma experiência para compartilhar? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima.