SUSTENTABILIDADE NO HOTEL PODE SER SINÔNIMO DE LUCRO!

SUSTENTABILIDADE NO HOTEL PODE SER SINÔNIMO DE LUCRO!

Aliar ganho competitivo com aumento do lucro é o sonho dos gestores de qualquer área – e o setor hoteleiro não é exceção. Em um universo de aumento da concorrência, esse cenário pode até parecer uma utopia, mas está muito mais próximo do que parece.

E a palavra-chave para o sonho se tornar realidade é sustentabilidade.

Segundo o geólogo Alexandre Eliasquevitch, da Universidade Federal de Ouro Preto, “hotel sustentável é aquele que é ambientalmente responsável, socialmente justo e economicamente viável. Tudo isso ao mesmo tempo”. Assim sendo, investimentos em políticas de redução de desperdício, como um maior controle de água e energia elétrica, que reduzirão o consumo e colaborarão com a natureza, podem ser um bom começo.

É importante levar em consideração também o potencial mercadológico da sustentabilidade, uma vez que o brasileiro está cada vez mais sensível a temas envolvendo a preservação ambiental. No levantamento Panorama do Consumo Consciente no Brasil, realizado em 2018 pelo Instituto Akatu, 38% dos entrevistados disseram adotar pelo menos cinco práticas sustentáveis no dia-a-dia, crescimento de 6 pontos percentuais frente ao ano anterior.

Combinando essas duas frentes, há muito o que você pode fazer para transformar o seu hotel em um estabelecimento sustentável – e é por isso que, neste texto, a Fasterm separou algumas informações que comprovam o potencial da sustentabilidade como aliada dos negócios hoteleiros.

Acompanhe!

Exemplo de sucesso

Uma história que mostra como a sustentabilidade pode ser uma aliada no aumento do lucro hoteleiro é a do Hotel Bühler, localizado na bela região de Visconde de Mauá.

O estabelecimento se viu ameaçado frente à forte concorrência de mais de 200 outros meios de alojamento no local e a solução que encontrou para enfrentar os competidores foi justamente se assumir como um estabelecimento amigo da natureza.

Entre outras iniciativas, o hotel passou a reduzir o uso de sacos plásticos, realizar a coleta seletiva e reaproveitamento de lixo orgânico e inorgânico. Além disso, o hotel se faz valer de seu enorme terreno: dos 175 mil m² de área, são utilizados somente 25 mil m², sendo o restante mantido como reserva ecológica para construir um viveiro de plantas.

Práticas sustentáveis

Mas como fazer essa mudança de comportamento?

A transformação está nas pequenas ações do dia-a-dia hoteleiro. Você pode, por exemplo, instalar sensores de movimento em áreas comuns, uma solução simples, mas com efeitos altamente positivos. A redução do consumo é um alívio para a natureza, pois exige menor consumo de recursos naturais para a geração de eletricidade, e para o seu bolso, que poupará nos gastos energéticos.

A economia de água também é uma pauta interessante. Nesse quesito, há uma enormidade de ações a serem tomadas. Uma delas é conscientizar funcionários e hóspedes a respeito do uso responsável, como substituir mangueiras por baldes na lavagem do estabelecimento e redução no tempo do banho. Outra opção é usar a água da piscina para lavar áreas comuns.

O reaproveitamento de água da chuva também é uma realidade. O hotel Pousada do Sol, na praia de Atalaia, em Aracaju (SE), por exemplo, há anos adota a prática de armazenar a precipitação em tanques para posterior uso nas descargas. O estabelecimento ainda aposta na captação da energia solar, uma outra medida que você pode colocar em prática sem grandes investimentos, entre outras ações.

Também vale ficar de olho no desperdício de comida. Organize a cozinha de forma a planejar o cardápio de acordo com a taxa de ocupação. Além disso, é possível usar a criatividade, como fez a rede francesa Accor, que realizou uma campanha de distribuição de uma “food bag” em que os clientes são orientados a levar para casa os restos de seus alimentos, conscientizando-os sobre o desperdício.

E por falar em Accor, vale se inspirar em outra atitude sustentável que a rede tomou: a adoção de Bombas de Calor para aquecimento de água para banho.

Bombas de Calor

Também conhecidos como Trocadores de Calor, esses recursos são um sistema até 70% mais econômico para o aquecimento de água para banho. Isso porque retiram o calor do ar e o transferem para a água sem a necessidade de insumos como gás ou lenha e utilizando eletricidade apenas para movimentar o compressor e o ventilador do equipamento. Ou seja: eficiência total com energia limpa!

Especialidade da Fasterm, podem ainda ser usados em estabelecimentos localizados em regiões tanto quentes quanto frias, servindo como solução principal da central de aquecimento ou como sistema de apoio para coletores solares.

Somando toda a economia propiciada à atratividade de um hotel sustentável, o que antes eram gastos agora viram lucros!

Para conhecer mais a fundo algumas ações que farão toda a diferença para o seu empreendimento hoteleiro, leia também Como oferecer sustentabilidade sem abrir mão do conforto no seu hotel e aumente o seu potencial de destaque!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *