7 medidas para economizar energia em hotéis

7 medidas para economizar energia em hotéis

Tornar o empreendimento sustentável é algo que está na lista de prioridades da maioria dos gestores do setor hoteleiro – se não de todos. Afinal, as pessoas estão mais preocupadas com o meio ambiente, valorizam quando se hospedam em hotéis com iniciativas engajadas. E para tornar o hotel sustentável, é necessário adotar uma série de medidas, como reciclar resíduos, reaproveitar a água e economizar energia.

No post de hoje, falaremos especificamente sobre esta última. Abaixo, separamos as 7 principais medidas que devem ser tomadas para economizar energia no hotel e torná-lo mais sustentável. Veja quais são elas a seguir:

1. Instalar lâmpadas de LED em espaços públicos e privados

Há alguns anos, os hotéis foram orientados a trocar as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes, já que estas últimas eram mais eficientes e gastavam menos energia. Agora, o recomendado é trocar as lâmpadas fluorescentes pelas de LED, pois estas consomem menos e iluminam mais os espaços públicos e privados do hotel. Além disso, as lâmpadas de LED têm um tempo de vida útil maior, o que é benéfico para o caixa do hotel.

2. Construir paredes envidraçadas

Na área da sacada dos quartos, o ideal seria construir paredes de vidro, em vez de alvenaria. Isso porque os vidros deixam a luz do sol entrar no quarto e iluminam todo o ambiente na parte da manhã e da tarde, sem os hóspedes precisarem acender as lâmpadas. E isto gerará uma grande economia de energia elétrica. As paredes envidraçadas também podem ser colocadas no restaurante ou mesmo na entrada do hotel.

3. Utilizar aparelhos que consomem menos energia

Outra importante medida a ser tomada é utilizar aparelhos, como TVs, frigobares, ares-condicionados, computadores, máquinas de lavar roupa, etc, que consumam menos energia elétrica. Na hora de comprar o aparelho, é importante verificar o Selo Procel de Economia de Energia, que mostra o nível de eficiência dele com letras de A a G. Aparelhos que possuem a letra A são os que menos consomem energia.

4. Trocar interruptores normais por sistemas de cartão/chave

Muitos hóspedes se esquecem de desligar a lâmpada do quarto na hora de saírem, o que aumenta os custos de energia. Este problema pode ser evitado com a substituição do interruptor pelo sistema de chave/cartão. Este funciona como uma chave geral do quarto, e só libera a energia se a chave ou o cartão estiver no local indicado. Quando o hóspede sai do cômodo e o retira, a lâmpada e os outros aparelhos são desligados automaticamente.

5. Instalar sensores de presença nos corredores

De madrugada, a maioria dos hóspedes está em seus quartos dormindo, e poucos estão nas áreas públicas do hotel. Portanto, não há porque deixar todas as lâmpadas dos corredores e áreas públicas ligadas. Isto aumenta drasticamente os custos de energia elétrica. O ideal seria instalar sensores de presença, para que as lâmpadas de um determinado local só fossem ligadas quando alguém estivesse passando por ele.

6. Adotar sistemas de aquecimento de água mais eficientes

Os sistemas de aquecimento de água convencionais, que funcionam por meio de gás GLP, diesel ou resistência elétrica, consomem muitos recursos (seja energia elétrica, seja financeiro), e alguns requerem manutenções constantes. É por isso que eles devem ser substituídos por bombas de calor, que aquecem a água retirando o calor do ar e o transferindo para a água, sendo mais eficientes e com baixo consumo de energia. Embora o aquecimento a gás não consuma muita energia, é um sistema que consome o gás e aumenta a emissão de gases poluentes; já a bomba de calor, além de gerar poucos gastos com manutenção, é muito superior em economia, consumindo menos recursos. E por utilizar uma energia limpa e renovável, o ar, ela também reduz a emissão de CO².

7. Treinar a equipe e orientar os hóspedes

Todos os colaboradores do hotel devem ser treinados para aplicarem as melhores práticas de economia de energia, como desligar os computadores na hora em que não estiverem utilizando-os e desligar as lâmpadas dos locais onde não há sensores. Eles também devem ser treinados para orientarem os hóspedes e incentivá-los a colaborarem com o plano de economia de energia do hotel.

Todos esses pontos contribuirão para economizar recursos financeiros e naturais e trazer uma maior rentabilidade ao seu hotel. Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente pelos comentários.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *